Serviços Contábeis em Belo Horizonte – MG e Contabilidade | Grupo WSC

Fluxo de caixa: Dicas de boas práticas no fluxo de caixa

Entender como funciona a entrada e saída do dinheiro da sua empresa pode ser algo difícil de calcular, a medida do crescimento do seu negócio. E com isso, a gestão financeira é um dos aspectos mais relevantes na administração da instituição.

Logo, o controle da movimentação de dinheiro é necessário. De acordo com o Sebrae, a maioria das empresas quebram por uma má gestão e pelo seu porte. Consequentemente, o fluxo de caixa não está bem estruturado e o proprietário não sabe que pé está o seu negócio.

Assim, este artigo vai abordar sobre o tema fluxo de caixa, sua importância e dicas para ter um bom controle do mesmo.

O que é fluxo de caixa?

O fluxo de caixa é uma ferramenta onde todas as movimentações de entrada e saída de recursos financeiro ou dinheiro ficam registradas, em um determinado período de tempo em uma empresa.

Ou seja, o fluxo de caixa é uma ferramenta empresarial que serve para controlar a movimentação financeira de uma organização.

Qual a importância do fluxo de caixa?

Além de evitar gastos desnecessários dentro da sua empresa, o fluxo de caixa otimiza o uso do capital do empreendimento. Consequentemente, sobra mais dinheiro para investir em áreas de maior relevância.

Além disso, o cumprimento das obrigações financeiras é algo que não pode faltar em sua organização. Com o fluxo de caixa, é possível manter o controle de tudo o que acontece, definindo ações preventivas e corretivas no orçamento.

Eventualmente, o fluxo de caixa auxilia nas tomadas de decisão que podem definir o sucesso do negócio. Essa ferramenta demonstra a situação financeira da empresa em todos os seus detalhes, considerando investimentos, projeções de tipos de custos.

Quais os problemas que o fluxo de caixa evita?

Com um bom processo de fluxo de caixa, sua empresa estará literalmente, nas suas mãos. Você terá relatórios detalhados, de custos e receitas, separados por setores. Desta maneira, você poderá encontrar problemas ou até mesmo soluções, na análise destes dados.

Com o fluxo de caixa, você terá relatórios constantes, não apenas dos recebimentos, mas também das contas para pagar. Neste caso, não há riscos de acabar pagando uma conta em atraso e com isso, perdendo dinheiro.

É fundamental ter um planejamento das contas a serem pagas, alinhado com os recebimentos. Desta maneira, sua empresa não apenas terá sempre dinheiro em caixa, como também evitará imprevistos.

Logo, o fluxo de caixa nos fornece diversas informações, que interpretadas no contexto certo e com as métricas corretas, nos dá um patamar bastante preciso.

Dicas de boas práticas no fluxo de caixa

-Montar um fluxo de caixa bem estruturado

Procure analisar como vai ser sua estrutura, avalie sua rotina, a fim de apurar o que não está bem alinhado ainda.

O fluxo de caixa serve para você possa identificar e corrigir possíveis erros, tendo uma visão ampla de todo o processo.

– Detalhar as entradas e saídas

É importante acompanhar todas as entradas e saídas da empresa, e isso deve ser aplicado tanto para grande negócio quanto naquele pequeno porte.

Isso pode ocorrer semanalmente, a cada 15 dias ou mesmo de forma mensal. Vale lembrar que devem estar categorizadas as entradas e saídas do dinheiro da sua empresa.

– Organizar os documentos por data e categoria

Informações bem organizadas sempre fazem com que qualquer tarefa seja entregue da melhor forma e no menor tempo.

Por isso, uma das práticas que merecem muita atenção é por parte do departamento financeiro de uma companhia. Ela deve reunir todas as notas fiscais, os comprovantes de pagamento dos impostos e tributos, os arquivos digitais e os recibos de pagamentos relacionados às despesas trabalhistas, entre outros documentos.

– Utilizar a tecnologia

No mercado, existem soluções disponíveis para muitos setores, incluindo a área financeira, com funções como monitoramento e gerenciamento contábil, controle de estoque, fluxo de caixa e até programas exclusivos para auxiliar no processo de fechamento do mês.

Análise os relatórios financeiros

É relevante estudar dados relacionados à necessidade de capital de giro, já que ele é o grande responsável pela continuidade da operação de qualquer empresa. Isso é feito por meio do acompanhamento dos pagamentos ou recebimentos e da organização dos prazos.

O DRE (Demonstrativo do Resultado do Exercício) é outro relatório que precisa ser analisado mensalmente. É por meio dele que a empresa encontrará seu ponto de equilíbrio, minimizando prejuízos e traçando metas para o próximo período.

Conclusão

Como vimos no post de hoje, esperamos que você tenha entendido como fazer um fluxo de caixa adequado, além de aprender a importância de cuidar bem dessa atividade.

Ficou com alguma dúvida? Entre em contato conosco!

Leia outros artigos no nosso blog!

📍 A WSC CONTABILIDADE tem como objetivo a prestação de um serviço diferenciado aos seus clientes, além da qualidade e confiabilidade já intrínsecas.

A nossa empresa fornece um atendimento próximo, realizando visitas periódicas, enviando informativos mensais com as mudanças nas legislações, realizando workshops com o foco no empreendedorismo e sempre cercando o cliente de informações estratégicas que levarão sua empresa ao sucesso.